Lista

Lista do Clube do Livro da Noruega / The Guardian

  1. “1984” por George Orwell, Inglaterra, (1903-1950)
  2. “Casa de Bonecas” de Henrik Ibsen, Noruega (1828-1906)
  3. “A Educação Sentimental” por Gustave Flaubert, França, (1821-1880)
  4. “Absalão, Absalão!” por William Faulkner, Estados Unidos, (1897-1962)
  5. “As Aventuras de Huckleberry Finn” por Mark Twain, Estados Unidos, (1835-1910)
  6. “Eneida” por Virgílio, Itália, (70-19 aC)
  7. “Anna Karenina” por Leo Tolstoy, Rússia, (1828-1910)
  8. “Amada” por Toni Morrison, Estados Unidos, (b. 1.931)
  9. “Berlin Alexanderplatz” por Alfred Döblin, Alemanha, (1878-1957)
  10. “Ensaio sobre a cegueira” por Jose Saramago, Portugal, (1922-2010)
  11. “Livro do Desassossego” por Fernando Pessoa, Portugal, (1888-1935)
  12. “O Livro de Jó”, Israel. (600-400 aC)
  13. “Os Irmãos Karamazov” de Fyodor Dostoyevsky M, Rússia, (1821-1881)
  14. “Os Buddenbrooks” por Thomas Mann, Alemanha, (1875-1955)
  15. “Os Contos da Cantuária” de Geoffrey Chaucer, Inglaterra, (1340-1400)
  16. “O Castelo” por Franz Kafka, Bohemia, (1883-1924)
  17. “Filhos de Gebelawi” por Naguib Mahfouz, Egito, (b. 1.911)
  18.  “Collected Fictions – (Ficções recolhidas)” por Jorge Luis Borges, Argentina, (1899-1986)
  19. “Poemas Completos” por  Giacomo Leopardi, na Itália, (1798-1837)
  20. “The Complete Stories – (As histórias completas, Coletânea)” por Franz Kafka, Bohemia, (1883-1924)
  21. “Os Contos Completos” por Edgar Allan Poe, Estados Unidos, (1809-1849)
  22. “A consciência de Zeno” por Italo Svevo, Itália, (1861-1928)
  23. “Crime e Castigo” por Fyodor Dostoyevsky M, Rússia, (1821-1881)
  24. “Almas Mortas” por Nikolai Gogol, Rússia, (1809-1852)
  25. “A morte de Ivan Ilitch” por Liev Tolstói, Rússia, (1828-1910)
  26. “Decâmeron – (ou Decamerão)” por Giovanni Boccaccio, Itália, (1313-1375)
  27. “Grande Sertão: Veredas” de João Guimarães Rosa, Brasil, (1880-1967)
  28. “Diário de um louco e Outras Histórias – (coletânea)” por Lu Xun, China, (1881-1936)
  29. “A Divina Comédia” de Dante Alighieri, Itália, (1265-1321)
  30. “Don Quixote” por Miguel de Cervantes Saavedra, Espanha, (1547-1616)
  31. “Ensaios” por Michel de Montaigne, França, (1533-1592)
  32. “Contos de fadas e histórias – (Coletânea)” de Hans Christian Andersen, na Dinamarca, (1805-1875)
  33. “Fausto” por Johann Wolfgang Von Goethe, Alemanha, (1749-1832)
  34. “Gargantua e Pantagruel” por Francois Rabelais, França, (1495-1553)
  35. “Gilgamesh”, Mesopotâmia, (c 1800 aC)
  36. “O Caderno Dourado” por Doris Lessing, Inglaterra, (b.1919)
  37. “Grandes Esperanças” por Charles Dickens, na Inglaterra, (1812-1870)
  38. “As Viagens de Gulliver” por Jonathan Swift, Irlanda, (1667-1745)
  39. “Romanceiro Cigano” por Federico Garcia Lorca, Espanha, (1898-1936)
  40. “Hamlet” por William Shakespeare, Inglaterra, (1564-1616)
  41. “A História” por Elsa Morante, Itália, (1918-1985)
  42. “Fome” por Knut Hamsun, Noruega, (1859-1952)
  43. “O Idiota” por Fyodor Dostoyevsky M, Rússia, (1821-1881)
  44. “Ilíada” por Homero,  Grécia, (c 700 aC)
  45. “Gente Independente” por Halldor Laxness K, Islândia, (1902-1998)
  46. “Homem Invisível” por Ralph Ellison, Estados Unidos, (1914-1994)
  47. “Jacques, o fatalista e seu amo” por Denis Diderot, França, (1713-1784)
  48. “Viagem ao Fim da Noite” por Louis-Ferdinand Celine, França, (1894-1961)
  49. “Rei Lear” por William Shakespeare, Inglaterra, (1564-1616)
  50. “Folhas de Relva” de Walt Whitman, Estados Unidos, (1819-1892)
  51. “A Vida e Opiniões do cavalheiro Tristram Shandy” por Laurence Sterne, Irlanda, (1713-1768)
  52. “Lolita” por Vladimir Nabokov, Rússia / Estados Unidos, (1899-1977)
  53. “O Amor nos Tempos do Cólera” por Gabriel Garcia Marquez, Colômbia, (b. 1.928)
  54. “Madame Bovary” por Gustave Flaubert, França, (1821-1880)
  55. “A Montanha Mágica” de Thomas Mann, Alemanha, (1875-1955)
  56. “Mahabharata”, Índia, (c 500 aC)
  57. “O homem sem qualidades” por Robert Musil, Áustria, (1880-1942)
  58. “O Mathnawi” por Jalal ad-Din Rumi, Afeganistão, (1207-1273)
  59. “Medéia” por Eurípides, Grécia, (c 480-406 aC)
  60. “Memórias de Adriano” por Marguerite Yourcenar, França, (1903-1987)
  61. “Metamorfoses” por Ovídio, Itália, (c 43 aC)
  62. “Middlemarch: um estudo da vida provinciana” por George Eliot, Inglaterra, (1819-1880)
  63. “Os filhos da Meia-noite” por Salman Rushdie, India / Grã-Bretanha, (b. 1.947)
  64. “Moby Dick” por Herman Melville, Estados Unidos, (1819-1891)
  65. “Mrs. Dalloway” por Virginia Woolf, Inglaterra, (1882-1941)
  66. “Njaals Saga”, Islândia, (c 1300)
  67. “Nostromo” por Joseph Conrad, Inglaterra, (1857-1924)
  68. “Odisséia” por Homero, Grécia, (c 700 aC)
  69. “Édipo Rei” por Sófocles, Grécia, (496-406 aC)
  70. “O Pai Goriot” por Honoré de Balzac, França, (1799-1850)
  71. “O Velho e o Mar” por Ernest Hemingway, Estados Unidos, (1899-1961)
  72. “Cem Anos de Solidão” por Gabriel Garcia Marquez, Colômbia, (b. 1.928)
  73. “The Orchard” por Sheikh Musharrif ud-din Sadi , Irã, (c 1200-1292)
  74. “Othello” por William Shakespeare, Inglaterra, (1564-1616)
  75. “Pedro Paramo” por Juan Rulfo, México, (1918-1986)
  76. “Pippi das Meias Altas” por Astrid Lindgren, Suécia, (1907-2002)
  77. “Poemas” de Paul Celan, Romênia / França, (1920-1970)
  78. “O Possuído” por Fyodor Dostoyevsky M, Rússia, (1821-1881)
  79. “Orgulho e Preconceito” por Jane Austen, Inglaterra, (1775-1817)
  80. “Ramayana” por Valmiki, Índia, (c 300 aC)
  81. “O Reconhecimento de Sakuntala” por Kalidasa, Índia, (c. 400)
  82. “O Vermelho e o Negro” por Stendhal, França, (1783-1842)
  83. “Em busca do tempo perdido” por Marcel Proust, França, (1871-1922)
  84. “Tempo de migração para o Norte” por Tayeb Salih, Sudão, (b. 1.929)
  85. “Histórias selecionadas” por Anton Chekhov P, Rússia, (1860-1904)
  86. “Filhos e Amantes” por DH Lawrence, Inglaterra, (1885-1930)
  87. “O som e a fúria” por William Faulkner, Estados Unidos, (1897-1962)
  88. “O Som da Montanha” por Yasunari Kawabata, Japão, (1899-1972)
  89. “O Estrangeiro” por Albert Camus, França, (1913-1960)
  90. “O Conto de Genji” por Murasaki Shikibu, Japão, (c 1000)
  91. “O mundo se despedaça” por Chinua Achebe, Nigéria, (b. 1.930)
  92. “As Mil e Uma Noites”, India / Irã / Iraque / Egito (700-1500)
  93. “O Tambor” por Gunter Grass, Alemanha, (b.1927)
  94. “Ao Farol” por Virginia Woolf, Inglaterra, (1882-1941)
  95. “O julgamento” por Franz Kafka, Bohemia, (1883-1924)
  96. Trilogia: “Molloy”, “Malone morre” e” O Inominável” por Samuel Beckett, Irlanda, (1906-1989)
  97. “Ulysses” por James Joyce, Irlanda, (1882-1941)
  98. “Guerra e Paz” de Leo Tolstoy, Rússia, (1828-1910)
  99. “O morro dos ventos uivantes” por Emily Brontë, Inglaterra, (1818-1848)
  100. “Zorba, o Grego” por Nikos Kazantzakis, Grécia, (1883-1957)

Um comentário sobre “Lista

  1. Olá, estou lendo esta lista também, infelizmente só encontrei seu blog depois de ter traduzido ela inteira hahaha
    Gostei muito das suas análises, muito bem escritas, parabéns!

    ps: Acabei de ler o Filhos e Amantes, muuuito bom! Lawrence expressa cada detalhe da vida cotidiana de forma impressionante!!

    Abraços, boas leituras!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s